CONTENT-SINGLE

Atlantics

Atlantics

Em um popular subúrbio de Dakar, trabalhadores do canteiro de obras de uma torre futurística, há meses sem pagar, decidem deixar o país à beira-mar por um futuro melhor. Entre eles está Souleiman, o amante de Ada, prometido a outro.

Atlantics é um filme dramático sobrenatural internacionalmente co-produzido, dirigido por Mati Diop, em sua estreia como diretora. Foi selecionada para concorrer ao Jade Jaguar de Melhor Direção e Melhor Fotografia no Jade Jaguar Cinema Festival 2020. Diop fez história com a estreia do filme em Cannes, tornando-se a primeira negra a dirigir filme concorrente do festival.

O filme é centrado em torno de uma jovem, Ada, e seu parceiro, Souleiman, lutando contra o emprego, a classe, a migração, o crime, as lutas familiares e os fantasmas. O Oceano Atlântico é usado de várias maneiras ao longo do filme, inclusive como símbolo e motor de mudança, crescimento, vida e morte; questões como a crise dos refugiados, remorso, perda, tristeza, luta de classes e assumir a responsabilidade pelas próprias ações.

A cinematografia é impressionante, o que confirma que Claire Mathon foi a diretora de fotografia do ano em 2019. Ela sabe como compor uma imagem e se beneficia com seus inúmeros vazios e transições sendo preenchidos por lindas imagens. Muitas fotos do mar, junto com cortinas varridas pelo vento e janelas abertas, espelhos e luzes estroboscópicas de néon. Os olhos das mulheres possuídas são obviamente assustadores. E tudo isso está realmente conectado quando as coisas permanecem misteriosas.